segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O Assunto é crianças!

Quando chega o mês de Outubro, principalmente por interesse comercial, de repente, as crianças viram atracão maior, interesse nacional , e a relação criançaxpresente ,torna-se uma constante,um sentimento de obrigatoriedade para os pais darem algo... E o comércio já diz quanto vão vender e lucrar com esta comemoração que é essencialmente Comercial.
Acho isto uma chatice.mesmo!
 Não que eu não goste de dar presentes as crianças, e sempre estou pensando o que dar em algum momento, independente de qualquer coisa..

A
Claro que sempre dou: livros, cadernos de desenhos, canetas, tudo que estimule o talento artístico e a imaginação e colabore para tornar uma dia esta crianças ou crianças cultas..
Assim foi na minha infância lá no Nordeste.
Acreditam? E no Estado de Alagoas, que hoje ainda continua mantendo a pior taxa de analfabetismo do país. Coisa dos líderes que não investem neste que é o Bem Maior:a Educação.
Mas é verdade! Naquela época a maior honra de uma pessoa, era estudar, ler... 
 Ganhava muitos livros de presente, mas em qualquer época, e desde então tornei-me uma apaixonada pela leitura e isto me ajudou e ajuda constantemente na minha vida pessoal, como mãe , 
como avó , como profissional e como cidadã.
Mas voltemos as crianças...
Vivem sob a influência de uma maneira de viver complicada, corrida, altamente competitiva, e ou altamente adversa,até negligente mesmo, em algumas situações..
Se seus pais trabalham fora com baixos salários, ou mães sózinhas, a coisa é ainda mais extenuante.
 Se são de condições econômicas  mais diferenciadas estudam em colégios particulares, vão a clubes, estudam idiomas,fazem natação, vivem na Internet, recebem muitos cuidados materiais e intelectuais com certeza, mas  há um alerta geral por parte de Psicólogos, Médicos, Educadores, Consultores Familiares,orientando mães e pais sobre o assunto de manter as crianças em agendas sufocantes muitas vezes paramantê-las ocupadas o dia inteiro
Hoje temos na Internet, centenas de páginas sobre educação. modo de vida, qualidade de vida, e  o custo desta vida com tantos compromissos para preencher tempo, a utilização desmesurada por parte de crianças e pré-jovens de alimentação nos restaurantes, lanchonetes, têm e está levando a população infantil e de adolescentes à obesidade, hipertensão e diabete, além de um aumento da depressão infantil, pois nada é mais saudável para uma criança do que a presença e convivencia amorosa em vários e significativos momentos com pais e outras crian;cas fora da escola.
 Com relação as crianças de camadas menos favorecidas economicamente, chamadas de "alto risco social" e com certeza são .
 Mas não sejamos ingênuas ou ingênuos, a ponto de acharmos que crianças que recebem demais do ponto de vista material também não são de risco-afetivo
Prefiro considerar as "crianças mais pobres economicamente como crianças de alto risco humano-afetivo" ,ou seja estão pouco protegidas e com pouco tempo no atendimento de suas necessidades integrais(afeto, atenção, espiritualidade, interação humana e afetiva..) pelos responsáveis.
Criançase adolescentes, procuram maneiras de preencher sua solidão ou privação, tornando-se obsessivas-compulsivas na internet, procurando amigos em páginas de relacionamento...
Tornam-se crianças  capazes de buscar consolo em muitas outras coisas, que podem ser danosas as mesmas...
Onde estão aqueles momentos de canto musical, canção de ninar com as crianças, aqueles momentos de contar histórias (não boi da ....)antes de dormirem?
Onde estão aquelas brincadeiras de pega-pega, jogos ao ar livre , roda de cantoria, brincar de organizar e arrumar a casa, cozinhar,pular corda, amarelinha?
E assim vamos perdendo todas aquelas brincadeiras lúdicas que nos humanizava... 
O mundo, cada dia ficando menos humanizado, e quem sofre mais com isto senão as crianças?
Crianças sempre nos fazem bem : elas são capazes de despertar em nós:ternura, compaixão, compreensão , renuncia, desprendimento e leva-nos a desenvolvermos nossa paciência, aprender a consultar, orientar...
Devemos sempre perceber que são crianças e não adultos em miniaturas:
Não podem chorar? Por que está tão chata?Porque não podem chorar ou ficarem aborrecidas?.
 Os adultos podem gritar, berrar, ficarem calados e chateados, e nem deveriam agir assim


Não vou dizer que fui uma excelente mãe, com certeza não.
Sei o quanto a experiência foi cansativa, mas feliz,, pois trabalhava fora o dia todo e tentava náo deixar de atender as necessidades citadas acima. ...
Mas tentava e tive que renunciar a muitas coisas.
Quando comecei a Estudar os Textos sobre Educação de Crianças, quem são elas, como devemos educá-las, o que devemos fazer para cultivar o carater,como estimular a espiritualidade desde a infância(cantar, orar,ler,brincar, contar histórias antes de dormir..) encontrei nos Textos Bahái's uma enorme fonte de conhecimento.
Vi que eu sabia muito pouco sobre Educação Humana e Espiritual voltada a esta população e o que sabia era muito limitado no processo educativo, e fui aplicando uma nova maneira, levando-me hoje a ser uma apaixonada em divulgar esta Educação, ser agente de Orientação de Mães e eu mesma , com 65 anos de idade, avó(longe dos netos) não dispenso minha ação de convivência com crianças de 4 à 11 anos:elas me fazem bem mesmo..

São capazes de entender meu amor, minha intenção, colaboram em todas as atividades-viramos cantores, dançamos juntas, desenhamos juntas,consultamos juntas e então, é lá naquele momento tão especial, tão genuíno e simples, que sinto minha alma criança ser despertada sempre...
Um momento de doçura e ternura,que nenhuma outra alternativa planetária é capaz de me oferecer...
E tudo isto devo a uma nova compreensão espiritual:tenho a tarefa de dar esperança as crianças, de mostrar para as mesmas, que elas são os seres mais importantes da criação,e que um dia se forem capazes de repassar e multiplicar o que aprenderam e perceberam nas atividades, poderão talvez serem sempre fontes de bem-estar e paz para consigo mesmas, e para com os outros.
Encerro esta Mensagem com um texto Bahái, onde acho toda inspiração, motivação, alegria interior e material educativo para desenvolver meu trabalho voluntário com as crianças(que aliás não conseguem me chamar nem de avó, nem de tia, mas apenas Sônia):
"Quanto a tua pergunta referente a educação das crianças, cabe a ti nutri-las do seio do Amor de Deus e exortá-las para as coisas do espírito ,
para que possam volver suas faces para Deus;para que seus modos estejam em conformidade com as regras da boa conduta e o seu caráter seja inigualável, para que façam suas todas as graças e qualidades louváveis da humanidade, para que adquiram entendimento de todos os ramos do conhecimento, para que, desde o princípio de suas vidas, possam se tornar seres espirituais, habilitadas do Reino, enamoradas pelas doces fragrâncias da santidade, e possam receber uma educação religiosa, espiritual e do Reino Celestial.Verdadeiramente, pedirei a Deus que conceda a elas sucesso".Abdu'l-Bahá.
E não é talvez este esforço,o de resgatar esta maneira de educação voltada para humanizaçáo do ser, que necessitamos implementar em todo o mundo?
 Chega de ódios religiosos, nacionalistas, intolerância, sentimento de superioridade de um povo sobre outro...de uma categoria social sobre outra....
Zelemos por nossas crianças!
 Elas constituem o maior Tesouro Humano!
Grata- Sónia Maria-voluntária hoje na área de Educação Humana-Espiritual de Crianças- em Porto Feliz - SP de 2009 a 2011 e hoje no Paraná
Nota- Em SP,o grupo de crianças e pré-jovens eram de várias origens religiosas dentro do Cristianismo e nào tive problemas em estimular Orações, Historias com cunho educativo espiritual, arte pela paz, canções não recebi ameaças, e os pais vinham agradecer o carinho e amor por todas elas. 
Apenas 2 eram da Comunidade Bahái na época inicial.
 " Deus é Um só" - ou não?
*****************************************************************
Fazendo revisáo hoje 10 de novembro de 2013!
Desculpem-me pois ficou longo.
Simplesmente Sonia Maria
Atom