sexta-feira, 30 de setembro de 2011

[Release] Desmond Tutu e José Ramos-Horta unem-se para pedir pela libertação dos educadores bahá’ís


110923vcmandaflores_t_066


---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Assessoria de Comunicação - Comunidade Bahá'í do Brasil <ascom@bahai.org.br>
Data: 30 de setembro de 2011 17:18
Assunto: [Release] Desmond Tutu e José Ramos-Horta unem-se para pedir pela libertação dos educadores bahá’ís
Para:
Desmond Tutu e José Ramos-Horta unem-se para pedir pela libertação dos educadores bahá’ís


BRASÍLIA, 27 de setembro de 2011 – Enquanto vários educadores bahá’ís são julgados no Irã, dois laureados com o Prêmio Nobel criticam severamente o governo iraniano, comparando suas ações à “Idade das Trevas na Europa”, ou à “Inquisição Espanhola”.
As observações de Desmond Tutu, Arcebispo Anglicano Emérito da Cidade do Cabo (África do Sul), e de José Ramos-Horta, presidente do Timor Leste, aparecem numa carta aberta à comunidade acadêmica publicada hoje no “Huffington Post”, sob o título ‘A guerra do Irã contra o conhecimento’.
Na carta, os dois pedem ao governo iraniano para libertar incondicionalmente e suspender as acusações contra os sete bahá’ís que estão sendo julgados no Irã devido às suas atividades educacionais.
“O progresso da humanidade nos últimos séculos foi alimentado, mais do que qualquer outro fator, pelo crescente acesso à informação, pelo rápido intercâmbio de ideias e, na maior parte do mundo, pela educação universal”, escrevem eles.
“Portanto, é particularmente chocante que, em pleno século vinte e um, déspotas e ditadores empenhem-se em subjugar suas próprias populações por meio da negativa de acesso à educação ou à informação ao seu povo.
“Essa estratégia não é apenas fútil no longo prazo, mas também os faz parecerem temerosos da própria época em que vivem, assombrados pelos novos pensadores em seu meio.”
“Talvez, o mais evidente exemplo desse temor hoje seja a negativa de acesso à educação superior aos membros da Fé Bahá’í no Irã – uma religião pacífica que não possui agenda política, e que reconhece a unidade das religiões”, diz a carta.

Julgamentos

A publicação da carta aberta coincidiu com o recebimento de informações de que tiveram início os julgamentos dos sete educadores bahá’ís no Irã. Eles foram detidos por causa de uma iniciativa informal da comunidade conhecida como Instituto Bahá’í de Ensino Superior (BIHE), que deu aos professores bahá’ís – impedidos pelo governo iraniano de exercerem suas profissões – a oportunidade de ensinar aos membros jovens da comunidade que são impedidos de frequentar a universidade.
“As pessoas presas não são líderes políticos nem religiosos”, observam o arcebispo Tutu e o presidente Ramos-Horta em sua carta. “Atuavam como palestrantes em assuntos que incluíam contabilidade e odontologia, e hoje enfrentam a perspectiva de décadas de prisão. O crime de que são acusados: oferecer educação à juventude bahá’í.”
A Comunidade Internacional Bahá’í recebeu informações de que seis dessas sete pessoas – que foram detidas após ataques em maio último a cerca de 39 casas de bahá’ís ligados ao BIHE – estão agora sendo julgadas em duplas.
“O próprio advogado que estava preparando a defesa deles está agora na prisão; soube-se que dois dos prisioneiros tiveram audiências na corte no domingo (25); dois compareceram na segunda-feira e outros dois na terça. O sétimo indivíduo aparentemente foi julgado na semana passada”, informou Iradj Eghrari, representante da Comunidade Bahá’í do Brasil.
“Tudo indica que não podemos esperar um julgamento honesto”, acrescentou ele.
Iradj expressou a gratidão dos bahá'ís brasileiros e da Comunidade Internacional Bahá’í ao arcebispo Tutu e ao presidente Ramos-Horta.
“Somos muito gratos a eles – bem como a todos os governos, organizações e pessoas de boa vontade em todo o mundo, cujos esforços transmitiram às autoridades iranianas uma mensagem clara de que suas ações estão sendo cuidadosamente observadas e condenadas”, disse ele.

Expulsos devido às suas crenças

A carta aberta enfatiza também a condição de outros jovens iranianos que foram expulsos de universidades “devido às suas crenças ou por defenderem pontos de vista contrários ao partido no poder, incluindo visões a favor de reformas no país”.
“Acreditamos que é importante reconhecer que estas ações não são resultado nem têm origem na fé islâmica. Um breve olhar sobre a Idade das Trevas da Europa ou sobre a Inquisição Espanhola bastam para demonstrar que os Aiatolás do Irã certamente não são os primeiros a usar a religião como pretexto para tentar, à força, suprimir ideias e conhecimentos que temem ameaçar seu poder. As ricas tradições filosóficas e artísticas do Irã, as contribuições dos eruditos iranianos no mundo todo e as ações dos membros da comunidade islâmica que ajudaram a apoiar o BIHE dão testemunho de que as ações de seus líderes não refletem a fé islâmica ou o pensamento dos inúmeros muçulmanos de boa vontade existentes na comunidades iranianas”, diz a carta.
“E embora acreditemos que tanto historicamente como no mundo ‘conectado’ de hoje é inútil suprimir a busca do conhecimento, há muitos no Irã cujas vidas estão sendo ameaçadas ou prejudicadas por esta tentativa.

“Eles precisam do nosso apoio.
Entre outras demandas, Desmond Tutu e José Ramos-Horta conclamam a comunidade acadêmica a registrar, junto a seus contrapartes iranianos, sua discordância e desaprovação em relação a qualquer política que impeça o acesso à educação superior com base na religião ou posição política dos indivíduos.

Condenação mundial

O protesto internacional diante da perseguição aos educadores bahá’ís no Irã abarcou o mundo nos últimos quatro meses, desde Austrália até a Zâmbia.
O teólogo e filósofo brasileiro Leonardo Boff tem levantado o assunto em suas postagens no Twitter. Na mais recente, que data de 26 de setembro, ele diz: "Há 300 mil bahá'ís no Irã, religião das mais ecumênicas. No Irã são perseguidos, presos, impedidos de ir às universidades por não serem muçulmanos." Em uma outra publicação na mesma data, complementa: "No Brasil, há cerca de 120 mil bahá'ís. Participam da cultura e no diálogo inter-religioso. Precisamos mostrar solidariedade a eles e aos do Irã".
Em 5 de setembro, a Baronesa Catherine Ashton – Alta Representante da União Europeia para Assuntos Internacionais – expressou sua “séria preocupação” sobre o ataque ao BIHE.
Três dias antes, o Ministro de Relações Exteriores do Canadá, John Baird, disse que as detenções de colaboradores do BIHE “baseiam-se em acusações infundadas de conspiração contra a segurança nacional. O Instituto provê valiosos serviços educacionais para a comunidade bahá’í, que é impedida do acesso à educação superior no Irã.”
No dia 4 de abril, o deputado federal Luiz Couto, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, expressou no Plenário da Câmara dos Deputados do Brasil sua preocupação e indignação diante do caso no dia 4 de abril. “O Congresso Nacional, a sociedade brasileira e os demais países precisam demonstrar seu apoio à comunidade bahá'í”, reforçou ele.
Os sete educadores bahá’ís em julgamento são: Vahid Mahmoudi e Kamran Mortezaie que, segundo informações, foram julgados no domingo; Mahmoud Badavam e Nooshin Khadem, cujo julgamento estava marcado para segunda-feira; e Ramin Zibaie e Riaz Sobhani, que estavam na lista de audiências de terça-feira. Há informações de que Farhad Sedghi teria sido julgado no dia 20 de setembro.

(com informações do Bahá'í World News Service)

Bee Gees & Celine Dion Immortality (Live)



MÚSICA que  nos oferece momentos de serenidade e paz ' Cantada por artistas especiais.
. SÕNIA


okmulher,igualdade,bahai,cultura,direitoshumanos,criancas,literatura,arte,musica,espiritualidade

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

UOL - Notícias por e-mail- A Primavera chegou - fots -acesse o link




Assunto: UOL - Notícias por e-mail

Para: sonia.pfeliz@gmail.com
Clique no link para ler a notícia completa no UOL
A primavera chegou, internautas mandam fotos de flores
UOL Notícias -
http://noticias.uol.com.br/album/110923vcmandaflores_album.jhtm?abrefoto=41
Belíssimas fotos.
Ideia maravilhosa da UOL
Sônia
sonia maria

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Portal Digital El País - Irán: la guerra secreta contra los Bahá'ís















Portal Digital El País - Irán: la guerra secreta contra los Bahá'ís: Represión. El régimen empezó asesinándolos; ahora prefiere aislarlos de la sociedad CARLOS TAPIA A Sharama Reza`í, un joven de la comunidad bahá`í que servía como recluta en la base militar de Rasht, en Irán, le pegaron tres tiros en la cabeza. El oficial de mando que lo mató dijo que fue un error. Lo condenaron a pagar el precio de las tres balas. Masha`llah Enayati, residente de la capital, Teherán, pereció por las torturas que recibió en prisión. Lo habían arrestado por visitar su comunidad natal, Ardistan, y asistir a una reunión bahá`í. Se lo trasladó a la cárcel de Isfahán, donde lo golpearon en todas las partes de su cuerpo. En el casillero "Causa de la muerte" del certificado de defunción tan solo dice: "Se conocerá más adelante". Reza`í y Enayati fueron asesinados en 1997 y no se hizo justicia. Desde ese entonces la comunidad internacional, principalmente de la mano de las Naciones Unidas y de distintas Organizaciones No Gubernamentales ha denunciado la situación de los bahá`ís en Irán. Es cierto que ahora los atropellos no llevan a la muerte, pero, de todos modos, el brazo de la revolución iraní sigue dando azotes sobre esta comunidad. Con sus 300.000 fieles, los bahá`ís son la minoría religiosa más grande de Irán. En el mundo son unos 6 millones. Las cifras fueron otorgadas a El País por la Comunidad Bahá`í en el Uruguay, que sostienen que en el país viven unos 6.000 bahá`ís.
 Según denuncian, en Irán se calcula que 200 bahá`ís han sido asesinados, cientos más fueron encarcelados y miles vieron como sus propiedades y negocios les fueron confiscados. Muchos fueron apartados de sus empleos y ni siquiera tuvieron derecho a cobrar pensiones. Los lugares sagrados de la comunidad fueron destruidos. Los casos de Reza`í y Enayati forman parte de una serie de documentos publicados en el libro Desde el corazón de Irán. Los bahá`ís: la esperanza oprimida, del escritor español -que no es bahá`í- Rafael Cerrato, que la semana pasada visitó Uruguay. "En Irán los bahá`ís siguen siendo perseguidos. Pero claro, ante las presiones internacionales la represión hoy es más sutil. Ahora se trata de ahogar económicamente a la comunidad. La manera principal que tienen es ir contra la juventud. Los ahogan. No los dejan estudiar en las universidades. Si se forma un grupo de estudio en las casas, en caso de ser descubiertos, se les quita todo el material", señala Cerrato a El País. Después de la Revolución Islámica de 1979, y hasta ahora los niños y jóvenes bahá`ís fueron expulsados de los centros de estudio. En 1990, gracias a las presiones internacionales, se les permitió el acceso a las escuelas primarias y secundarias, pero, hasta hoy en día, la situación en las universidades es distinta. Irán reconoce oficialmente tan solo cuatro religiones: Islam, Cristianismo, Judaísmo y Zoroastrismo. Cuando se ingresa a la Universidad es necesario declarar a cuál de estas cuatro -tan solo de estas cuatro- uno pertenece. Un memorando secreto del año 1991, publicado en el libro de Cerrato, que habría sido redactado por el Consejo Revolucionario Supremo de la Cultura de Irán, a petición expresa del Guía Supremo de la República Islámica, el Ayatolá Alí Jamanei, y del entonces presidente iraní Alí Akbar Hashemi Rafsanjani, señala: "Deben ser expulsados de las universidades, ya sea durante los trámites de matrícula, o en el curso de sus estudios tan pronto como se compruebe que son bahá`ís". En 2003, gracias a la incidencia de los órganos de derechos humanos de las Naciones Unidas, se anunció que se prescindiría de la pregunta sobre la opción religiosa en la cartilla de inscripción a los centros de estudio. Luego de esto, en 2004, unos 1.000 jóvenes bahá`ís se inscribieron para dar la prueba de ingreso. Sin embargo, en la tarea, que incluía exámenes de matemáticas, literatura, historia y otras materias, también se incluía una prueba de religión. Y tan solo se ofrecían cuatro variantes: Islam, Cristianismo, Judaísmo y Zoroastrismo. La mayoría de los bahá`ís se sometieron a la prueba de Islam, religión que conocían bien por la formación obligatoria que se les da en las escuelas. Cuando se les dio los resultados se incluyó en el papel un impreso que decía: "Religión: Islam". Se quejaron al gobierno y éste, tras un largo trámite, accedió a quitar el casillero "religión" del papel. Sin embargo, y aunque unos 800 estudiantes obtuvieron buenas calificaciones, mejores a las de algunos musulmanes, tan solo 10 fueron admitidos en las universidades. En señal de protesta, estos pocos renunciaron a sus estudios. "Irán es un régimen teocrático, hay que poner para todo la religión en los documentos públicos. Si dos bahá`ís se casan, como el matrimonio no es oficial la mujer es adúltera. Ellos por las circunstancias históricas se desarrollan en Israel, hoy el gran enemigo de Irán. Si un bahá`í viaja a Israel y luego decide regresar, cuando entre al país será considerado un enemigo del régimen, un espía", explica Cerrato. Por eso, la única opción para que un joven iraní y bahá`í progrese es irse del país. Y no es nada fácil. "Es muy difícil que te den el permiso. Yo conocí a una chica cuando presenté el libro en Miami que me contó esto: no la dejaron salir de Irán durante muchos años hasta que con insistencia lo logró, pero no pudo hacer que la dejaran ir con sus certificados de estudios secundarios. Se fue a Chicago e intentó ingresar a una Universidad. Como no tenía los papeles, desde el centro educativo se comunicaron con la comunidad bahá`í en Irán para que confirmasen que había cursado y luego le hicieron una prueba de ingreso", relata el escritor. "Es claro que al régimen de Irán le importa un comino todo. Y ahora van contra los jóvenes, pero no tendrán problema en volver a utilizar la fuerza bruta. Además, de estos países sale muy poca información, es difícil saber a ciencia cierta qué pasa", prosigue Cerrato. Pero hay algo que es lo que más le preocupa: "El memorando secreto del régimen habla de una persecución a nivel mundial. Esto es muy osado y puede tener repercusiones en el día de mañana". Data: 25/09/2011 Fonte: http://www.elpais.com.uy/110925/pinter-595505/internacional/iran-la-guerra-secreta-contra-los-baha-is/ _____________________________________________________________________________________________

ok Repassado por Sõnia - -Matéria publicada pela Comunidade Bahá'i doBrasil - Google Reader e também publicadonoBlog-Tribuna Escrita

terça-feira, 27 de setembro de 2011

sonia, uma notícia da Agência Bahá'í de Notícias.


6173354951_2c17948e46_m

ÓTIMAS EXPERIENCIAS ! .VIDA COMUNITÁRIA É A EXPRESSÃO DE ALEGRIA, PARTICIPAÇÃO, ENVOLVIMENTO DE TODOS, DE TODAS AS IDADES, PERMITINDO A INCLUSÃO DE QUALQUER PESSOA QUE DESEJE PARTICIPAR E CONHECER AS AÇÕES DESENVOLVIDAS PELAS COMUNIDADES BAHÁIS NO MUNDO., CRIANDO E IMPLEMENTANDO LAÇOS GENUÍNOS DE AMIZADE E SERVIÇO HUMNO.
"A TERRA É UM SÓ  PAÍS E OS SERES HUMANOS SEUS CIDADÃOS"-ESCRITOS SAGRADOS DE BAHÁ'U'LLÁH
VIVENCIE A DIVERSIDADE DA FAMÍLIA HUMANA
SÔNIA- NASCIDA E CRIADA NA NORDESTE ATÉ OS 17 ANOS, MORANDO EM VÁRIAS PARTES DO BRASIL, E HOJE CONHECENDO MAIS CIDADES , E PESSOAS DISTINTAS ,MAIS IGUAIS NAQUILO QUE É MAIS IMPORTANTE-SUA IDENTIDADE COMO SER ESPIRITUAL, NETA DE AVÓ  ITALIANA ,AVOS PORTUGUESES, AFRO-DESCENDENTES E INDÍGENA NA TERRA DAS ALAGOAS, FORMAÇÃO INFANTIL CATÓLICA, JUVENTUDE CRISTÃ SEM ADESÃO A IGREJAS,  E POSTERIORMENTE BAHÁ'I COM UMA VISÃO E MODO DE VIVER UNIVERSALISTA....

"TODOS JUNTOS SOMOS FORTES,NÃO HÁ NADA A TEMER! como dito  na - MUSICA SALTIMBANCOS- Chico Buarque de Holanda

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Agência Bahá'í de Notícias <info@bahai.org.br>
Data: 27 de setembro de 2011 10:05
Assunto: sonia, uma notícia da Agência Baha'i de Noticias




------ SEGUE ABAIXO NOTÍCIA ENVIADA -----------

Agrupamento Sol Divino
23/9/2011 16:22:10
Desafios que devem ser superados pela reflexão





A cada três meses, os bahá'ís se reúnem em suas regiões ao redor do mundo com o objetivo de analisar o desenvolvimento dos processos de expansão e consolidação de suas comunidades. O foco são as campanhas de ensino da Fé de Bahá'u'lláh, bem como o aumento da participação dos próprios bahá'ís e de seus vizinhos e amigos nas atividades1 de aprofundamento espiritual e de transformação social por meio do serviço à humanidade. São as chamadas “Reuniões de Reflexão”.

No Brasil, as comunidades bahá'ís se dividem administrativamente em 54 agrupamentos, alguns dos quais já realizaram a terceira reunião de reflexão de 20112. É o caso, por exemplo, do agrupamento Sol Divino, que abrange as cidades de São Carlos (SP) e arredores, que se reuniu em 20 de agosto para avaliar os avanços e desafios que se apresentam diante das comunidades locais. Com base nessas reflexões, os participantes da reunião definiram metas e estratégias para o novo ciclo de crescimento. Para tanto, os participantes decidiram se organizar em duplas para visitar os lares de pessoas que se mostraram interessadas em saber mais sobre a Fé Bahá'í. O objetivo é fortalecer os laços de amizade, estabelecendo um senso real de comunidade segundo o qual as pessoas se conhecem, confiam umas nas outras e têm abertura para tratar de temas de interesse comum, como segurança, saúde, educação e tantos outros.

Apresentações artísticas e dinâmicas marcaram a reunião de reflexão realizada em 21 de agosto em Aracaju (SE)3. Em um ambiente de alegria e descontração, os participantes receberam balões que continham em seu interior uma virtude. Era responsabilidade de cada um dos presentes manter essas virtudes sempre no ar, numa alusão às características que devem permear as atitudes e pensamentos de cada pessoa envolvida nas atividades bahá'ís. Ao final, os balões foram estourados para revelar as virtudes, dando início a uma interessante consulta sobre a postura, os objetivos e os métodos empregados pela comunidade no curso de suas ações. A avaliação das atividades no agrupamento deu sequência à criação de equipes, cada uma responsável por elaborar o seu projeto de ensino para o ciclo corrente.

Os bahá'ís da cidade de Natal (RN) e arredores4 optaram por realizar um animado churrasco comunitário, que ocorreu em 20 de agosto. Após a confraternização, o programa seguiu com a realização de orações e leituras de textos sagrados, estabelecendo o clima apropriado para a realização das reflexões e consultas sobre os próximos passos para o avanço da comunidade. O foco dos meses seguintes será a promoção das atividades centrais em três bairros da região, visitando os lares dos jovens e crianças que já estão envolvidos nas aulas de educação espiritual para conhecer suas famílias e criar laços genuínos de amizade.

As visitas aos lares são um elemento chave para o trabalho de expansão e consolidação, especialmente em agrupamentos que já se encontram em fase avançada. Elas abrem a possibilidade de compartilhar os ensinamentos de Bahá'u'lláh com amigos e vizinhos na intimidade do lar, fortalecendo as comunidades e ajudando a construir uma nova civilização.5

Vale lembrar que as reuniões de reflexão são abertas a todas as pessoas da região em que é realizada, independente do fato de serem ou não registrados como membros da comunidade bahá'í. Quanto mais ampla a participação, mais ricas são as trocas de informações e, consequentemente, as reflexões acerca das questões ligadas ao desenvolvimento material e espiritual da sociedade.


Confira abaixo as fotos de algumas reuniões já realizadas no país:



1As atividades centrais promovidas pela Comunidade Bahá'í são o foco de sua ação
social. São elas: aulas de educação espiritual para crianças e pré-jovens, reuniões ecumênicas de
oração e meditação, e círculos de estudo de aprofundamento espiritual e capacitação para o serviço à humanidade. Todas são abertas
ao público e estão disponíveis gratuitamente em todas as regiões do país. Para saber mais, entre em
contato com a comunidade bahá'í mais próxima ou escreva para info@bahai.org.br.
2O ano bahá'í se baseia no ano solar e possui uma contagem diferenciada de meses (19 meses de 19 dias), e portanto, de acordo com o calendário bahá'í, esta é a segunda série de reuniões de reflexão do ano 168 da Era Bahá'í. Para saber mais sobre o calendário bahá'í, clique aqui.
3 Agrupamento Jardim do Ridván
4Agrupamento Heróis de Deus
5Trechos de uma mensagem do Centro Internacional de Ensino – a instituição bahá'í que tem a função de coordenar as atividades de expansão e consolidação em todo o mundo.


Resposta de uma professora de Curitiba à VEJA




 UMA POSTAGEM DE SOLIDARIEDADE A PROFESSORA, ADERINDO A TUDO QUE FOI NOTICIA DO PELA MESMA COMO RESPOSTA A REVISTA VEJA....

 MATÉRIA PUBLICADA PELA REVISTA VEJA REALMENTE SUPERFICIAL, SEM FUNDAMENTAÇÃO NA REALIDADE  DA GRAVE CRISE QUE ASSOLA A SOCIEDADE, A FAMILIA  E O IMPACTO SOBRE  O SISTEMA EDUCACIONAL EM ESPECIAL AOS PROFESSORES...
TUDO DITO DE MANEIRA IMPARCIAL E CORRETA PELA CORAJOSA PROFESSORA,DANDO EXEMPLO QUE O PAÍS TEM PESSOAS CONSCIENTES ,DE CARÁTER, COMPROMETIDAS COM O BEM-ESTAR DE TODOS.
INSPIRANDO E ESTIMULANDO  ESPERANÇA-POIS A VERDADE É POSSUIDORA DE UM PODER QUE MOBILIZARÁ HOMENS E MULHERES QUE FOREM JUSTOS.
SÕNIA

VAMOS REPASSAR O MAXIMOQUE PUDERMOS EM APOIO A PROFESSORA EM EM ESPECIAL A TODOS OS PROFESSORES.
sÕNIA






Subject: Resposta de uma professora de Curitiba à VEJA
Date: Mon, 26 Sep 2011 19:31:13 -0300
quem souber a data da revista Veja favor informar.
leia de novo , vale a pena.



  Resposta de uma professora de Curitiba à VEJA.
Merece não só ser lida.. mas repassada... com certeza!!!
Indignada Vanessa Storrer - professora da rede Municipal de Curitiba!


RESPOSTA À REVISTA VEJA
Sou professora do Estado do Paraná e fiquei indignada com a reportagem da jornalista Roberde Abreu Lima “Aula Cronometrada”. É com grande pesar que vejo quão distante estão seus argumentos sobre as causas do mau desempenho escolar com as VERDADEIRAS  razões que  geram este panorama desalentador. Não há necessidade de cronômetros, nem de especialistas  para diagnosticar as falhas da educação. Há necessidade de todos os que pensam que: “os professores é que são incapazes de atrair a atenção de alunos repletos de estímulos e inseridos na era digital” entrem numa sala de aula e observem a realidade brasileira.

Que alunos são esses “repletos de estímulos” que muitas vezes não têm o que comer em suas casas quanto mais inseridos na era digital? Em que  pais de famílias oriundas da pobreza  trabalham tanto que não têm como acompanhar os filhos  em suas atividades escolares, e pior em orientá-los para a vida? Isso sem falar nas famílias impregnadas pelas drogas e destruídas pela ignorância e violência, causas essas que infelizmente são trazidas para dentro da maioria das escolas brasileiras.
Está na hora dos professores se rebelarem contra as acusações que lhes são impostas. Problemas da sociedade deverão ser resolvidos pela sociedade e não somente pela escola.Não gosto de comparar épocas, mas quando penso na minha infância, onde pai e mãe, tios e avós estavam presentes e onde era inadmissível faltar com o respeito aos mais velhos, quanto mais aos professores e não cumprir as obrigações fossem escolares ou simplesmente caseiras, faço comparações com os alunos de hoje “repletos de estímulos”. Estímulos de quê?  De passar o dia na rua, não fazer as tarefas, ficar em frente ao computador, alguns até altas horas da noite, (quando o têm), brincando no Orkut, ou o que é ainda pior envolvidos nas drogas. Sem disciplina seguem perdidos na vida.
Realmente, nada está bom. Porque o que essas crianças e jovens procuram é amor, atenção, orientação e disciplina.
Rememorando, o que tínhamos nós, os mais velhos,  há uns anos atrás de estímulos? Simplesmente: responsabilidade, esperança, alegria.
Esperança que se estudássemos teríamos uma profissão, seríamos realizados na vida. Hoje os jovens constatam que se venderem drogas vão ganhar mais. Para quê o estudo? Por que numa época com tantos estímulos não vemos olhos brilhantes nos jovens? Quem, dos mais velhos, não lembra a emoção de somente brincar com os amigos,  de ir aos piqueniques, subir em árvores?
E, nas aulas, havia respeito, amor pela pátria.. Cantávamos o hino nacional diariamente, tínhamos aulas “chatas” só na lousa e sabíamos ler, escrever e fazer contas com fluência.
Se não soubéssemos não iríamos para a 5ª. Série. Precisávamos passar pelo terrível, mas eficiente, exame de admissão. E tínhamos motivação para isso.
Hoje, professores “incapazes” dão aulas na lousa, levam filmes, trabalham com tecnologia, trazem livros de literatura juvenil para leitura em sala-de-aula (o que às vezes resulta em uma revolução),  levam alunos à biblioteca e a outros locais educativos (benza, Deus, só os mais corajosos!) e, algumas escolas públicas onde a renda dos pais comporta, até a passeios interessantes, planejados minuciosamente, como ir ao Beto Carrero.
E, mesmo, assim, a indisciplina está presente, nada está bom. Além disso, esses mesmos professores “incapazes”,  elaboram atividades escolares como provas, planejamentos, correções nos fins-de-semana, tudo sem remuneração;
Todos os profissionais têm direito a um intervalo que não é cronometrado quando estão cansados. Professores têm 10 minutos de intervalo, quando têm de escolher entre ir ao banheiro ou tomar às pressas o cafezinho. Todos os profissionais têm direito ao vale alimentação, professor tem que se sujeitar a um lanchinho, pago do próprio bolso, mesmo que trabalhe 40 h.semanais. E a saúde? É a única profissão que conheço que embora apresente atestado médico tem que repor as aulas. Plano de saúde? Muito precário.
Há de se pensar, então, que  são bem remunerados... Mera ilusão! Por isso, cada vez vemos menos profissionais nessa área, só permanecem os que realmente gostam de ensinar, os que estão aposentando-se e estão perplexos com as mudanças havidas no ensino nos últimos tempos e os que aguardam uma chance de “cair fora”.Todos devem ter vocação para Madre Teresa de Calcutá, porque por mais que  esforcem-se em ministrar boas aulas, ainda ouvem alunos chamá-los de “vaca”,”puta”, “gordos “, “velhos” entre outras coisas. Como isso é motivante e temos ainda que ter forças para motivar. Mas, ainda não é tão grave.
Temos notícias, dia-a-dia,  até de agressões a professores por alunos. Futuramente, esses mesmos alunos, talvez agridam seus pais e familiares.
Lembro de um artigo lido, na revista Veja, de Cláudio de Moura Castro, que dizia que um país sucumbe quando o grau de incivilidade de seus cidadãos ultrapassa um certo limite.
E acho que esse grau já ultrapassou. Chega de passar alunos que não merecem. Assim, nunca vão saber porque devem estudar e comportar-se na sala de aula; se passam sem estudar mesmo, diante de tantas chances, e com indisciplina... E isso é um crime! Vão passando série após série, e não sabem escrever nem fazer contas simples. Depois a sociedade os exclui, porque não passa a mão na cabeça. Ela é cruel e eles já são adultos.
Por que os alunos do Japão estudam? Por que há cronômetros? Os professores são mais capacitados? Talvez, mas o mais importante é  porque há disciplina. E é isso que precisamos e não de cronômetros.  Lembrando: o professor estadual só percorre sua íngreme carreira mediante cursos, capacitações que são realizadas, preferencialmente aos sábados. Portanto, a grande maioria dos professores está constantemente estudando e aprimorando-se. Em vez de cronômetros, precisamos de carteiras escolares, livros, materiais, quadras-esportivas cobertas (um luxo para a grande maioria de nossas escolas), e de lousas, sim, em melhores condições e em maior quantidade.
Existem muitos colégios nesse Brasil afora que nem cadeiras possuem para os alunos sentarem. E é essa a nossa realidade!  E, precisamos, também, urgentemente de educação para que tudo que for fornecido ao aluno não seja destruído por ele mesmo Em plena era digital, os professores ainda são obrigados a preencher os tais livros de chamada, à mão: sem erros, nem borrões  (ô, coisa arcaica!), e ainda assim se ouve falar em cronômetros. Francamente!!!
Passou da hora de todos abrirem os olhos  e fazerem algo para evitar uma calamidade no país, futuramente. Os professores não são culpados de uma sociedade incivilizada e de banditismo, e finalmente, se os professores  até agora  não responderam a todas as acusações de serem despreparados e  “incapazes” de prender a atenção do aluno com aulas motivadoras é porque não tiveram TEMPO.
Responder a essa reportagem custou-me metade do meu domingo, e duas turmas sem as provas corrigidas.
Vamos fazer uma corrente via internet, repasse a todos os seus! Grata.
Vamos começar uma corrente nacional que pelo menos dê aos professores respaldo legal quando um aluno o xinga, o agride... chega de ECA que não resolve nada, chega de Conselho Tutelar que só vai a favor da criança e adolescente (capazes às vezes de matar, roubar e coisas piores), chega de salário baixo, todas as profissões e pessoas passam por professores, deve ser a carreira mais bem paga do país, afinal os deputados que ganham 67% de aumento tiveram professores, até mesmo os "alfabetizados funcionais". Pelo amor de Deus somos uma classe com força!!! Somos politizados, somos cultos, não precisamos fechar escolas, fazer greves, vamos apresentar um projeto de Lei que nos ampare e valorize a profissão.
Vanessa Storrer - professora da rede Municipal de Curitiba!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS: RESPONSABILIDADE DA FAMÍLIA...

EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS: RESPONSABILIDADE DA FAMÍLIA...:
EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS: RESPONSABILIDADE DA FAMÍLIA...
Um dos temas mais citados atualmente: a questão da família como fonte de proteção, cuidados e estimulo a vida saudável das crianças e da sociedade.
O que temos tido de informações sobre a adoção de milhões de jovens e crianças ao uso de drogas, em especial o crack no Brasil, mostra-nos como a situação de falta de educação e cuidados pelos pais ou responsáveis, foram e tem sido pouco valorizados, sub-estimados e negligenciados .
As causas desta epidemia são várias...porém, a questão importância da família na proteção e educação das crianças está todo momento revelada e noticiada.
Publicando um Texto para reflexão, que poderá ajudar-nos, na busca de soluções para evitar ou minimizar o impacto desta calamidade na vida das crianças, e seu efeito sobre a vida humana.
Conselho e Orientação aos Pais:
" Enquanto as crianças estão ainda na infância, alimentai-as no seio da graça celestial, nutri-as no berço de toda excelência, criai-as nos braços da bondade.
Proporcionai-lhes a vantagem de toda espécie de conhecimento útil.
Deixai-as partilhar de cada um dos novos admiráveis e maravilhosos ofícios e artes.
Estimulai-as ao trabalho e ao empenho, e acostumai-as as dificuldades.
Ensinai-as a dedicar as vidas para assuntos de grande importância e inspirai-as a empreender estudos que beneficiem a humanidade..."
Tomai o máximo cuidado a fim de lhes conceder ideais e objetivos elevado, de modo que, quando forem adultos,irradiem seus raios de luz sobre o mundo, como velas brilhantes- e não sejam maculadas por desejos lascivos e paixões, como os animais desatentos e inconscientes, mas ao contrário, volvam os corações para a conquista de honra perene e a aquisição de todas as virtudes humanas."
Texto do Livro "A Divina Arte de Viver"´itens 185, 186
Editora Bahái do Brasil
Crianças em ação comunitária...
Um bom- dia Sõnia
http://mulher-igualdade-bahai.blogspot.com/

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Fwd: Alcoolismo é a Terceira doença que mais mata no Mundo

---------- Mensagem encaminhada ----------&m
De: Livre-se do ALCOOLISMO <loja@host-lojaobaretiro.inf



Problemas
com
Bebidas
Você Sabia que: Alcoolismo é a Terceira doença que mais mata no Mundo ...
E é catalogada pela organização mundial de saúde.
Informações que vão equipar as pessoas para ajudarem seus familiares e amigos. Um material excelente para dar de presente a parentes e amigos que estejam com este problema. Mesmo que não conheça ninguém que esteja com este tipo de problema, este materialvai lhe deixar preparado para lidar com esta situação, quando ela aparecer.
Mais informações no site: http://www.lojabarateiro.com.br/sites/alcoolismo
Nossa mensagem não é SPAM
Caso não queira mais receber CLIQUE AQUI!
Ou responda o e-mail com o assunto REMOVER
U
Veja outras ofertas: http://www.lojabarateiro.


Email Marketing

Uma loja dando cotribuição nocombate ao alcooçismo. Sõnia

União Europeia condena perseguições aos Bahá’ís do Irão

União Europeia condena perseguições aos Bahá’ís do Irão:
http://povodebaha.blogspot.com/
A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton voltou a condenar a perseguição à comunidade Bahá’í no Irão. Numa declaração publicada ontem a Sra Asthon expressou “profundas preocupações sobre a recente vaga de detenções de cidadãos Baha’is e o encerramento de um centro educativo da Comunidade Bahá’í no Irão. A declaração também insta o Irão a abster-se de todas formas de discriminação contra as minorias religiosas. Recentemente o Irão declarou ilegal o BIHE (Bahá’í Institute for Higher Education) que recorria ao serviço voluntário de professores despedidos para ensinar os jovens Baha’is. No passado mês de Maio, cerca de 14 Baha’is que trabalhavam para o BIHE foram levados para priões em Teerão, Jaraj, Shiraz e Isfahan. O BIHE foi criado em 1987 com o objectivo de proporcionar ensino superior aos jovens Bahá’ís impedidos de entrar nas Universidades devido às suas convicções religiosas. O governo iraniano afirma que a Fé Bahá’í é uma organização política e recusa-se a reconhecê-la como religião. Clique aqui para ler a declaração da Sra Ashton.
ok

Cantiguinha - Carlos Drummond de Andrade

Cantiguinha - Carlos Drummond de Andrade: http://docecomoachuva.blogspot.com/
era um brinquedo maria
era uma estória maria
era uma nuvem maria
era uma graça maria
era um bocado maria
era um mar de amor maria
era uma vez era um dia
maria
okmulher,igualdade,bahai,cultura,direitoshumanos,criancas,literatura,arte,musica,espiritualidade

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Ternura - como dar um toque no Blog?Há dias, tentando definir um design que dê a sensação de ternura...


Iniciando com esta linda canção, doce e terna:"Vê estão voltando as flores "-Emílio Santiago cantando...


Que as flores brotem e saiam também do coração e da alma com ternura.



Quando penso em ternura, penso em flores, em cores suaves, num sentimento de leveza...Penso em bebes sorrindo, balbuciando, em carinho sem desejo nenhum ,exceto o carinho do amor maior, sem apegos.
Em aconchego, mesa arrumada cheia de flores para um lanche,penso naquele abraço amigo , no sorriso verdadeiro.

Uma  das palavras bastante citada na Orações e Meditação bahai:  ternura de coração...

Como então colocar um jeito de ternura no Blog ,com esta  leveza? Sem amarras? Sem correntes ?  
Então, tem momentos que  fico tentando, tentando, mudando, quem sabe um dia chego a ver o Blog com um jeito realmente terno.
 Hoje tentando mais uma vez..



E para encerrar a tarde, já noite, uma Oração onde vamos encontrar a doçura da ternura de Deus..

"Ó Deus,meu Deus !Ajuda teus servos fiéis a terem corações cheios de amor e ternura. 
Auxilia-os a difundir, entre todas as nações da Terra, a luz que guia, oriunda da Assembléia nas alturas. Verdadeiramente, Tu és o forte, o Poderoso, o Grande, o Predominante,Aquele que sempre concede.
Verdadeiramente , Tu és o Generoso , o Benigno, o Deus de Ternura e Suma Bondade. "


Sônia - Londrina

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Decoração- 30 Dias De Mudanças Para Primavera (7)

Decoração- 30 Dias De Mudanças Para Primavera (7): http://www.casacomdecoraçao.com.br/
Adoro tudo o que é personalizado!
Por isso a postagem de hoje é uma ideia fácil e rápida de fazer: projetinho Faça Você Mesmo simples, que vão acrescentam charme e cor na hora de servir.
São marcadores de copos práticos, feitos em feltro, um material delicioso e fácil de manusear. O passo a passo para você:
Material:
- feltro nas cores da sua preferência
- tesoura afiada
-caneta para marcar feltro
Depois de escolhidas as cores do feltro, imprima o molde exclusivo do Casa Com Decoração, clicando no link abaixo.
Recorte e passe o molde com caneta para o feltro, recorte com uma tesoura bem afiada. Voilá! Esta pronto o charmoso marcador de copo. Repita o mesmo processo em todas as cores de feltro.
Ahhh..importante: tenha o cuidado de fazer uma abertura, com uma tesoura pequena, logo abaixo da flor, como indicado no molde abaixo.
Para depois passar a ponta do caule da flor, fazendo o arremate que ficará em torno da haste do copo.
Na próxima reunião de amigos em casa, você pode pedir aos convidados que escrevam seus nomes nos marcadores de copos. 
Um luxo!
Ou um conjunto de marcadores coloridos, com certeza, seria um lindo presente para uma pessoa querida.
Eu sou suspeita, né? Mas adorei.....
Espero que gostem também!BjsBjs
ok

Escola Bahá'í de Verão, 2011

Escola Bahá'í de Verão, 2011: Para ter uma ideia do que foi uma das melhores Escolas Bahá'ís de Verão, realizadas em Portugal.

Blog-Povo de Bahá
http://povodebaha.blogspot.com/2011/08/escola-bahai-de-verão-2011.html

domingo, 18 de setembro de 2011

Grupo Busca Eterna de Deus- Uma religião sem Sacerdotes- Texto Bahái


[bahaiviews] On Guided to Our Baha'i Community: Prayers for a calamitous event




---------- Forwarded message ----------
From: Baha'i Views <post@bahaiviews.posterous.com>
Date: 2011/9/18
Subject: [bahaiviews] On Guided to Our Baha'i Community: Prayers for a calamitous event


--- Reply above this line to comment on this post ---

On Guided to Our Baha'i Community: Prayers for a calamitous event

The Baha'i friends locally received an appeal for prayers for a family affected by the Reno airshow tragedy.
My friend J, a friend since we met in chemotherapy, has had many losses in her life and tonight faces another. She phoned me asking if perhaps the Baha'i Community could offer prayers for her cousin K  and his family. K is one of the victim's of the Reno Air Race crash and is currently near death. They are awaiting the arrival of one of his children before they remove life support. 
J has shared many stories with me about K and what an integral part of their family this wonderful man is.  This tragedy is deeply, sorrowfully, affecting all those who love Jim and his family.  J and I have shared many "spiritual conversations" and I am humbled by the strength of faith and spirit of this dear friend.
Those most closely affected by this tragedy, and in need of our prayers: K, his wife, his mother (K's dad passed away this past year), his three sons, M (his friend who was at the air show with him and is also in critical condition, though currently expected to survive), and M's wife Tracy. The wives had left the show shortly before the accident to return to the hotel to rest.
With gratitude to Baha'u'llah for guiding my friend to our Baha'i Family and the bounty of the prayers He has given us.
Love,
T
Here is an article on the US Baha'i official website on how Baha'is view calamities. -gw
Posterous Spaces is the place to post everything. Just email us.

sábado, 17 de setembro de 2011

Casa arrumada- com um poema de Carlos Drumond de Andrade

Blog: http://home-boxer.blogspot.com/2011/09/casa-arrumada.html


Casa arrumada: Um apartamento cheio de idéias criativas, toques pessoais e bem estiloso, bem pessoal, que vi no Minha casa.com :
Olha a escada que vira estante aí, que eu já postei por aqui, mas numa versão diferente: duas escadas , formando um grande "W" , presas à parede . 
E outras idéias que eu também já postei por aqui: adesivo com frase na parede, molduras vazias decorando a parede do hall de entrada, num mix com molduras de outros estilos. Mesa customizada e cadeira antiguinhas repaginadas.


O sofá com almofadas de patchwork de retalhos e luminária com cúpula forrada de tecido.Boas soluções de baixo custo e grande efeito.


O outro sofá, feito com colchões extras (muito útil com visitas extras em casa), e muitas almofadas com retalhos de tecido, algumas pintadas à mão.
 Mesinha de centro recuperada , ambos combinando bem com o rack moderno.


No aparador, velas e objetos criam um cantinho bem pessoal. A toalha da mesa, uma kanga com estampa listrada, que combina com as cores das cadeiras e almofadas do ambiente.
Tudo misturado, sem medo de errar.


No quarto do menino, tudo bem informal, simples, mas com grande efeito.
 Adorei o mapa mundi na parede, e as bandeirinhas de tecido.

Caixote de madeira colorido para guardar os brinquedos e banquinhos customizados. 
Já postei algo do tipo por aqui também.



Assim como já postei também essa coisa de se pegar um móvel bem antigo e aplicar uma cor forte e alegre nele...

Cama box direto na parede, sem cabeceira e o criado mudo é um cubo de vidro, com película adesiva transparente e colorida aplicada nele.
Fiquei surpreso de ver tanta coisa que já postei por aqui em um apartamento só. E esse apartamento me lembrou esse texto do Carlos Drummond de Andrade, que para mim é tipo assim, um lema:

Casa Arrumada Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

 Casa arrumada é assim:
 Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz. 
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
 Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...
 Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida...
 Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar. Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha. 
Sofá sem mancha? 
Tapete sem fio puxado? 
Mesa sem marca de copo? 
Tá na cara que é casa sem festa.
 E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança. Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde. 
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto... Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.
 A que está sempre pronta pros amigos, filhos... Netos, pros vizinhos...
 E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia. 
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
 Arrume a sua casa todos os dias...
 Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela... 
E reconhecer nela o seu lugar.
fotos: Minha Casa
ok
*************************************************************************
Obrigada pela Postagem , e encontro-me na visão do poeta Carlos Drummond de Andrade , sobre o que é uma Casa Arrumada- aquela que tem o seu jeito de ser de viver.

Sonia

Anvisa proíbe a comercialização de mamadeiras com bisfenol A no Brasil

Anvisa proíbe a comercialização de mamadeiras com bisfenol A no Brasil:
A decisão, baseada em estudos recentes que apontam os riscos da exposição ao BPA, visa proteger crianças de 0 a 12 meses Mamadeiras que contenham bisfenol A não poderão mais ser fabricadas e comercializadas no Brasil. As empresas terão 90 dias, a partir da publicação no Diário Oficial da União, para paralisar a fabricação e até o dia 31 de dezembro de 2011 para vender os produtos que estão estocados. Essa determinação foi baseada em estudos recentes que indicam que o BPA, substância presente no policarbonato, o material mais utilizado na fabricação de mamadeiras, oferece diversos riscos à saúde. Crinças de 0 a 12 meses são as maiores vítimas potenciais, porque, no primeiro ano de vida, o organismo delas ainda não é capaz de eliminar a subtância. Enquanto o mercado brasileiro não se adequa a determinação, você tem como opções as mamadeiras de vidro ou de polipropileno. Embora ainda não existam resultados conclusivos a respeito dos riscos oferecidos pelo BPA, diversos países já proibiram seu uso, entre eles o Canadá, Costa Rica, alguns estados americanos e toda a União Europeia. De acordo com a Anvisa, os países do Mercosul devem adotar a mesma medida em breve. Crescer

PUBLICADO NO BLOG: http://anjoseguerreiros.blogspot.com/