sexta-feira, 14 de março de 2014

Dúvida Metódica: A Sujeição das Mulheres

                                                                               
                                     Dúvida Metódica: A Sujeição das Mulheres

Um homem, um Estadista, John Stuart Mill, em 1860, apresentando e propondo a necessiade da promoçao da Igualdade de Direitos entre Homens e Mulheres....
Penso que poucos conhecem o mesmo, nesta área de defesa pela emancipação feminina, exceto os estudiosos , os circulos académicos, os progrmas da ONU e/ou alguns movimentos de mulheres... 
O site "Dúvida Métodica",site acadêmico, de Portugal de maneira muito sucinta , fornece-nos esta fonte de pesquisa, e fala do Livro"A Sujeição das Mulheres", do proprio John Stuart Mill, que devemos procuar ler, para compreendermos porque até hoje, esta questáo de sujeiço continua, e que parece ser apenas um anseio e luta das mulheres. 
A "Sujeição das mulheres" contiinua apesar de alguns esfor;os e avanos no mundo. 'Porém  para a maioria de mulheres no mundo, ela contiua, sendo tanto as mulheres vítimas ou  sem se darem conta, sendo também protagonistas desta sujeiçáo no campo afetivo,  economico e social.
Os modelos atuais de educação para promover a igualdade, tem sido pouco eficientes  e mantém este padrão de sujeiçã, `por muitos motivos e interesses. 
O mundo continua sendo privado do verdadeiro valor da promoção da igualdade.
Como se as mulheres náo merecessem ser tratadas como seres iguais em sua origens atéespirituais,  e consideradas incapazes de se libertarem da mesma- capacidade de aprender, tomarem decisões, participarem em todos os campos de atuação humana.
Emancipação requer mais do que leis, necessita de um a nova reconstrução~interior, construçao dentro de nós mesmas e dos homens do sentimento, de auto-valia, auto-respeito, auto-confiança, o sentimento de nobreza inerente a todo ser humano.
Manter este patamar de pobreza interior, de ambos os sexos,  é o que torna-nos sujeitas a  dependencia  emocional e afetivas dos homens e da ordem social vigente, que perdura e alimenta a mesma, apesar de  muitas leis, que nem sempre sáo justamente aplicadas ou garantidas .
Hoje na Asia uma mulher que se imolou, devido a que seus violadores sexuais, náo foram condenados, morreu. 
Por esses motivo Mallala tem sido uma força perene de nos mostrar que manter a meninas sem educação e capacitação manterá o padráo de sujeição.
Os Escritos Baháìs , Revelados por Bahá'u'lláh, há mais de 170 anos ,  por sua vez,  Exortam , Afirmam, colocando a promoção da educação de ambos os sexos,  desde a mais tenra idade,  priorizando a importancia da educação das meninas, como uma norma espiritual, onde o poder e o valor da espiritualidade será a força impulsora e transformadora  para alterar o estado de coisas.

Menina Indiana, considerada génio- postagem na Internet
Texto dos Escritos Bahá'is, adotados por milhares de mulheres e homens que sáo membros das Comunidades em todo o mundo, e e que garantem a promoção da igualdade de direitos e deveres em parceria, valorizando e considerando a promoção da mulher como algo que interessa não sómente às mulheres como aos homens:
Fotos de meninas no Amapá- publicada na internet.
"Enquanto as mulheres forem privadas de atingir suas mais altas possibilidades, os homens não estarão habilitados a alcançar o máximo de sua capacidade e grandeza.."
Extraído do Folheto: 
"Mulheres - Citacões da Fé Bahá'i" -Editora Baháí do Brasil
**********************************
Penso que, John Stuart Mill , já antevia isto.
E podemos entender porque a sociedade não avança em sua caminhada na igualdade. 
Minimizar, desvalorizar, não investir, na Promoção da Igualdade, é manter a "Sujeiçao das Mulheres", e  privar a sociedade de maior desenvolvimento humano.
Uma postagem pessoal, após o Dia Interner acional da Mulher !
 Simplesmente Sonia Maria 
Atom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários que contribuam para melhorar o BLOG,Mensagens similares,voltadas para o bem-estar humano.
paz,unidade,educacao,cidadania,familia,espiritualidade,direitoshumanos,bahai