sexta-feira, 7 de novembro de 2014

CEM VIDAS DE BRAMA


CEM VIDAS DE BRAMA:
Em vão citavam as escrituras que diziam sagradas
 Tão sagradas julgo como os projectos góticos e modernistas das pedras aguçadas por ponteiro retorcido ao vento do Sul Ofereceram como sacrifício um cordeiro inocente.
 Do seu sofrimento escorria vagarosamente sangue negro Cumpriam escrupulosamente os ritos das basílicas como quem quer contar todos os pombos da cidade suja Adoraram deuses esculpidos pela imaginação delirante dos profetas em noite de embriaguez inundada pela luz ténue dos archotes das janelas adormecidas 
 Nenhum atingiu a libertação nem a iria atingir mesmo que vivesse cem vidas de Brama...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários que contribuam para melhorar o BLOG,Mensagens similares,voltadas para o bem-estar humano.
paz,unidade,educacao,cidadania,familia,espiritualidade,direitoshumanos,bahai