quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Especialista das Nações Unidas preocupado com o “clima de medo” no Irã

Especialista das Nações Unidas preocupado com o “clima de medo” no Irã:
ESTAMOS JÁ REPASSANDO PARA OS BLOGS E SITES, REDES...SÔNIA

Em 7 de novembro de 2012 16:01, sonia maria Goes <sonia.pfeliz@gmail.com> escreveu:
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÕES- COMUNIDADE BAHÁ'I DO BRASIL 
Data: 7 de novembro de 2012 15:43
Assunto: Especialista das Nações Unidas preocupado com o “clima de medo” no Irã
Especialista das Nações Unidas preocupado com o “clima de medo” no Irã

A representação brasileira junto às Nações Unidas em Nova Iorque participou, no último dia 31, de um diálogo interativo com o Relator Especial das Nações Unidas sobre os direitos humanos no Irã, Ahmad Shaheed.
Durante a sessão em que Shaheed reiterou à Assembleia Geral seu apelo para a libertação imediata dos “prisioneiros de consciência” no país iraniano, o Brasil também manifestou preocupação especialmente com a situação dos defensores dos direitos humanos no Irã, as prisões e detenções arbitrárias, a discriminação contra minorias étnicas e religiosas e as restrições aos direitos das mulheres e meninas.
O Brasil permanece aberto ao diálogo bilateral e à cooperação mais extensa com o Irã no assunto de direitos humanos”, afirmou o diplomata brasileiro responsável pelo acompanhamento dos temas de direitos humanos na ONU/NY, durante o diálogo interativo com Shaheed. “Baseando-se nos princípios da universalidade, não-seletividade e imparcialidade, o Brasil expressa sua preocupação em espírito de diálogo construtivo e emprega os mesmos padrões e parâmetros ao avaliar a situação dos direitos humanos em qualquer outro país, inclusive em seu próprio território”, disse.
O especialista em direitos humanos das Nações Unidas para o Irã destacou em seu relatório o aprisionamento de mais de 40 jornalistas e cera de 30 defensores dos direitos humanos e manifestou-se “profundamente preocupado” com a dramática situação no país. Shaheed descreveu o “clima de medo” sob a qual jornalistas, defensores de direitos humanos e de minorias vivem no país em razão das detenções e prisões ilegais. Ele constata que esses indivíduos possuem pouca esperança de serem libertados devido ao processo legal.
De acordo com seu relatório, dos cerca de 99 ex-prisioneiros entrevistados, “por volta de 60% relataram o uso de isolamento prolongado, 80% afirmaram que foram espancados e mais de 60% alegaram que não tiveram acesso a um advogado”.
No dia 24 de outubro, Shaheed participou de uma entrevista coletiva com diversas delegações de países membros da ONU. Na ocasião, questionou-se o motivo pelo qual o governo iraniano perseguia especialmente as minorias religiosas no país. No caso específico dos bahá'ís, ele respondeu que a perseguição existe porque sequer são reconhecidos pelo governo iraniano como uma religião, o que leva à discriminação em questões como a educação.
Em um seminário realizado dois dias antes, no Instituto Internacional da Paz em Nova York, Shaheed descreveu os bahá'ís como “a minoria religiosa mais perseguida no Irã”, observando que enfrentam uma série de discriminações - desde serem impossibilitados de professar sua fé até terem o acesso aos serviços básicos negado.
Nas próximas semanas, a Terceira Comissão da Assembleia Geral da ONU votará um novo projeto de resolução condenando o Irã por seu histórico de direitos humanos. “A expectativa é que, diante de todos os pontos apresentados por Shaheed e também pelo relatório do Secretário-Geral sobre o não-cumprimento do Irã dos compromisso de direitos humanos assumidos internacionalmente, a resolução seja novamente aprovada”, diz Mary Caetana Aune, representante da Comunidade Bahá'í do Brasil. “Acreditamos que existam evidências necessárias para que o Brasil possa ser um dos países que votará a favor da resolução”, afirma ela.


Jordana Araújo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Nacional de Ações com a Sociedade e o Governo - SASG
Comunidade Bahá'í do Brasil
(+55 61) 3255 2200 / 8188 0239






Permalink

| Leave a comment  »

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários que contribuam para melhorar o BLOG,Mensagens similares,voltadas para o bem-estar humano.
paz,unidade,educacao,cidadania,familia,espiritualidade,direitoshumanos,bahai