sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Caio Fernando Abreu


Publicado e colaboração do Blog:
 http//docecomoachuva.blogspot.com/2011/12/caio-fernando-de-abreu.html
 
  Por tudo que fomos. 
Por tudo o que não conseguimos ser. 
Por tudo que se perdeu.
Por termos nos perdido.
Pelo que queríamos que fosse e não foi.
Pela renúncia. 
Por valores não dados. 
Por erros cometidos. 
Acertos não comemorados.
Palavras dissipadas.
Versos brancos. 
Chorei pela guerra cotidiana.
Pelas tentativas de sobrevivência. 
Pelos apelos de paz não atendidos. 
Pelo amor derramado. 
Pelo amor ofendido e aprisionado. 
Pelo amor perdido.
Pelo respeito empoeirado em cima da estante. 
Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. 
Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados.
Pela culpa. 
Toda a culpa. 
Minha.
 Sua.
 Nossa culpa. 
Por tudo que foi e voou. 
E não volta mais, pois que hoje é já outro dia.
Chorei. 
Apronto agora os meus pés na estrada.
Ponho-me a caminhar sob sol e vento.
Vou ali ser feliz e já volto.

******************************************************
Tem pessoas que sabem expressar tudo aquilo que gostaríamos de dizer..Ele diz por nós..Gostei mesmo das razões e dos motivos , são semelhantes as nossas, parece uma canção.
A vida com ela é. E  como diz o Caio novamente no reinicio da caminhada: "apronto os pés  na estrada... "
Está na hora novamente de aprontar meus pés na estrada, seja apenas interior ou ambas ,... " ponho-me a caminhar..."
Sabe a musica do Caetano:"Caminhando pelo vento, sem lenço e sem documento..." ou a do Geraldo Vandré -"Caminhando e cantando e seguindo a canção......"?

Sem caminhar, para dentro também, não há canto
\O pessoal que faz mais caminhada para fora do que para dentro, ou ambas , aquela para dar qualidade de vida, melhorar do pêso,manter a forma.. toda hora  me pergunta: "você não faz caminhada ?"
Bem , respondo: hoje mais para dentro que para fora"
 Caminhei tanto por este Brasil, nos hospitais, pelos centros de Saúde, nas vilas , na zona rural....nas estradas municipais..Caminhei mais para fora do que para dentro, que agora com os pés machucados, inchados com edemas linfáticos, onde posso danificar os mesmos,  andando pelas calçadas irregulares, emburacadas, vivo mais caminhando por aqui no Blog - aqui a gente caminha sentada...
Mas vou viajar, nem que o pé doa, até fira, sangre...fique mais inchado... pois preciso ver os netos e neta, os filhos, as noras . os amigos, os parentes em Alagoas. ..Vamos ver o que acontecerá: caminhar para fora e dentro
Se não der, a gente continua caminhando no Blog.
 Feliz Ano de 2012  
Pois é preciso saber viver. Obrigada ao Blog e feliz em ler algo tão especial de Caio Fernando de Abreu, que nem sabia nada sobre o mesmo. 


O Trem do Uni-Duni-Te !!!!!!! 
Para os netos e neta, quem sabe avó chega por aí ?
atom
Sônia- Pensando na Canção:"Caminhando e  cantando e seguindo a canção..."- como diz a canção do Geraldo Vandré

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários que contribuam para melhorar o BLOG,Mensagens similares,voltadas para o bem-estar humano.
paz,unidade,educacao,cidadania,familia,espiritualidade,direitoshumanos,bahai