quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Criança de 7 anos aciona polícia para denunciar agressões em Ribeirão Preto (SP)

O BlOG http://anjoseguerreiros.blogspot.com/ nos traz noticias frequentes do sofrimento das crianças, da perversidade dos adultos, do descaso e negligência de muitas  mães, que optam mais por um companheiro , em vez de proteger suas crianças. Quando mulheres desistem de seus filhos em prol de algo tão pequeno e danoso, realmente estão doentes afetivamentes, sua auo-estima perturbada, suas compulsoões emocionais dirigindo suas ações. É realmente triste, mais do que triste é horrivel, ver esses seres doces e ternos, seres que foram gerados dentro de nos mesmas ficarem a mercê de seres impediosos e perversos. Na Fé Bahá'i as Escrituras Sagradas são claras e enfáticas na orientação , no dever dos pais e mães em proteger as crianças.Disse Abd'ul-Bahá em Seus Escritos Bahái's sobre o assunto:""Enquanto as crianças estão ainda na infãncia, alimentai-as no seio das graça celestial, nutrí-as no berço de toda excelência, criai-as no braços da bondade...." Mas parece que stão sendo ciadas nos braços da maldade humana.
Um mundo, onde de repente o importante é ser "feliz" nem que eu tenha que ser negligente, só pense em mim mesma...Sem avançarmos na promoção Espirutal, melhorar o status quo das mulheres, estaremso tod dia asstindo e sabendo detes martírios infantis...Será que o sofrimento das crianças não levará ahumanidad em especial as mulheres a perguntarem a sim mesmas o que  elas estão buscando? Estão se submetendo ao "afeto que corrompe" suas próprias almas, sua nobreza de ser cada dia mais sendo obstruída?  A criança que denunciousua propria violação, devia estar desesperada. sofrendo, e teve grande coragem ! Oremos pelas mesmas:"ò Deus !Guia-me, protege-me, ilumina a lâmpda do  meu coração e fez de mim uma estrela brilhante. Tu ès o Forte e o Poderoso."


Criança de 7 anos aciona polícia para denunciar agressões em Ribeirão Preto (SP): "
Um menino de sete anos procurou proteção policial na noite desta segunda-feira, em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) após dizer se sentir ameaçado pelos pais. Segundo a Polícia Militar, a criança estava num supermercado e pediu que funcionários do estabelecimento chamassem a polícia, pois não queria voltar para casa. O garoto afirmou que era agredido constantemente pela mãe e o padrasto. Os policiais foram acionados por volta das 20h. O menino estava no supermercado desde as 17h, quando saiu da escola estadual Jesus Guilherme Giacomini. Ele foi levado para o 2º Plantão Policial da cidade. O Conselho Tutelar foi chamado e a criança, encaminhada para um abrigo. A acusação de agressão será investigada pela DDM (Delegacia de Defesa da Mulher).
Luiza Pellicani
"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários que contribuam para melhorar o BLOG,Mensagens similares,voltadas para o bem-estar humano.
paz,unidade,educacao,cidadania,familia,espiritualidade,direitoshumanos,bahai