sábado, 13 de novembro de 2010

Dengue: é hora de cuidar da casa (relembrando)

Dengue: é hora de cuidar da casa (relembrando): "
Com as pancadas de chuva aumentam os riscos da proliferação do mosquito da dengue. Dados do Ministério da Saúde mostram que é preciso atenção. Saiba como fazer a sua parte no combate à doença Com a chegada das chuvas fortes aumentam os riscos da proliferação do mosquito da dengue. E todo cuidado é pouco. Dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta quinta (11), mostram que o número de mortes provocadas pela doença aumentou 89,7% no país entre janeiro e a primeira quinzena de outubro de 2010, em relação ao ano passado. Resultado parcial do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) 2010 mostrou que 15 cidades estão em risco de surto da doença, entre elas duas capitais, Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC). Outras 123, incluindo 11 capitais, entre elas Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e Recife (PE), estão em situação de alerta. A Campanha Nacional de Combate à Dengue de 2010 deve trazer uma mensagem mais direta à população (com depoimentos de pessoas que tiveram a doença e quase perderam familiares), tanto sobre a gravidade da dengue quanto sobre a importância de cada um fazer a sua parte no combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti. Por isso, a “faxina” na sua casa deve começar já. A fêmea do mosquito, que é a que transmite a doença, precisa estar infectada e botar seus ovos num recipiente criadouro, com água parada e limpa. Mas algumas medidas simples preventivas são fundamentais para deixar a casa segura para você e sua família. Peça ajuda ao seu filho. É uma forma de aproveitar esse momento para ele incorporar a importância desses cuidados com o meio ambiente. - Se a sua casa tiver caixa d´água externa, ela precisa estar bem tampada. O ideal é usar uma tela e depois a tampa. Uma frestinha já permite a passagem do mosquito; - Tanques de lavar roupas, principalmente aqueles que não são muito usados, não podem estar entupidos, para não acumular água; Deixe os baldes virados com a boca para baixo; - Limpe as calhas da sua casa com freqüência, para evitar que galhos e folhas impeçam o escoamento da água; - Seu filho brincou no quintal ou na sacada do apartamento? Peça para que ele recolha os brinquedos. Carrinhos e baldinhos, por exemplo, podem acumular água; - Garrafas pet, assim como as tampas, são recipientes propícios para o mosquito. Aproveite esse material e recicle. Você pode ainda ajudar seu filho a fazer um brinquedo; - As piscinas merecem atenção: desde as grandes até as pequenas. Nas que recebem cloro, é mais difícil o mosquito depositar os ovos, mas é preciso lavar as bordas com esponja. As menores devem ser esvaziadas e lavadas com água, esponja e sabão duas vezes por semana. Se não estiver em uso, guarde-a; - Criança adora mexer com plantas. Mas ensine ao seu filho que colocar água demais pode apodrecer a raiz, e que água no pratinho não é bacana. - Se as plantas ficam no lado de fora da casa, não precisam de suporte. No caso daquelas penduradas, como samambaias, uma opção é deixar o prato ao contrário, só para apoiar a planta, ou bem grudado a ela. Outra dica é colocar no prato areia grossa, até a borda. As plantas aquáticas e vasos de rosas merecem atenção. Lave-os com escova e sabão e troque a água duas vezes por semana; - Pneu: se ele virou um balanço para o seu filho, faça três furos na parte inferior, para não acumular água. Se você usa para jardinagem, preencha-o com terra ou areia; - Os bebedouros do seu animal de estimação também são alvo da dengue. Lave-os, com esponja e sabão e coloque água fresca, de preferência, diariamente. Se for viajar, é melhor guardar. Mais informações: http://www.combatadengue.com.br/
Ainda nesta matéria Página 2 : Sintomas e tratamento da doença
"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários que contribuam para melhorar o BLOG,Mensagens similares,voltadas para o bem-estar humano.
paz,unidade,educacao,cidadania,familia,espiritualidade,direitoshumanos,bahai